Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Governo do Estado e Acergs promovem atividade esportiva para pessoas com deficiência

Publicação:

A iniciativa Pedalada da Diversidade integra o projeto Rede Praia Acessível.
A iniciativa Pedalada da Diversidade integra o projeto Rede Praia Acessível. - Foto: Divulgação / Faders
Por Wagner Meirelles / AssCom SJCDH

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH), da Secretaria de Assistência Social (SAS) e da Fundação de Articulação e Desenvolvimento de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência e de Altas Habilidades no Rio Grande do Sul (Faders), em parceria com a Associação de Cegos do Rio Grande do Sul (Acergs), promoveu a Pedalada da Diversidade, no último sábado (21). Mais de 60 pessoas participaram do passeio de bicicleta entre os municípios de Cidreira e Balneário Pinhal, no Litoral Norte. O objetivo da iniciativa foi reunir pessoas com deficiências visuais e físicas, como cegueira e paraplegia, em atividades de esporte e lazer.

Esta é a segunda edição da Pedalada da Diversidade, sendo a primeira vez que é realizada no litoral. A primeira edição ocorreu em Porto Alegre no ano de 2019 e ocorreu durante a Semana Estadual da Pessoa com Deficiência, entre os dias 21 e 28 de agosto. Esta edição do evento contou com o apoio da Secretaria de Obras, Secretaria da Agricultura, Secretaria da Saúde, Brigada Militar, Polícia Rodoviária Estadual, Bombeiros Voluntários de Balneário Pinhal, prefeituras de Cidreira e Balneário Pinhal e do estabelecimento comercial Rossetto Bikes.

Neste ano, o passeio contou com 17 bicicletas do modelo tandem, que possui um assento à frente para o ciclista-guia descrever o trajeto para a pessoa com deficiência visual no banco de trás; cinco handbikes, em que os ciclistas podem pedalar com as mãos; e, por fim, havia uma bicicleta com uma cadeira de rodas acoplada. Dentre os 44 participantes com deficiência, 33 pessoas apresentavam cegueira ou baixa visão e as demais tinham mobilidade reduzida ou alguma outra deficiência física. Na Pedalada, os ciclistas com e sem deficiência percorreram uma distância de aproximadamente 9,5 quilômetros.

As bicicletas do modelo tandem possuem um assento para a pessoa com deficiência visual e outro para o ciclista-guia.
As bicicletas do modelo tandem possuem um assento para a pessoa com deficiência visual e outro para o ciclista-guia. - Foto: Divulgação / Faders


Para uma das organizadoras do evento, a professora de Educação Física da Faders,  Cláudia Alfama, além de proporcionar práticas esportivas e de lazer, a iniciativa dá visibilidade às pessoas com deficiência. “Através da atividade física conseguimos trabalhar os conceitos de acessibilidade e inclusão junto às pessoas com e sem deficiência”, explica. “Além disso, como os dois municípios envolvidos, Cidreira e Balneário Pinhal, fazem parte do projeto Rede Praia Acessível, o evento também serve para unir e fortalecer as associações e entidades das pessoas com deficiência”, ressalta Cláudia.


Rede Praia Acessível


A iniciativa Pedalada da Diversidade integra o projeto Rede Praia Acessível, que possibilita às pessoas com deficiência e com mobilidade reduzida o acesso ao banho de mar assistido em praias e balneários marítimos, fluviais e lagunares por todo o território gaúcho. Por meio do projeto, a Faders empresta aos municípios cadeiras anfíbias e oferece capacitação aos profissionais responsáveis pelos banhos.

As datas e horários de banho acessível são de responsabilidade dos municípios.

SJCDH - Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos